Glacier Pastoruri – Uma caminhada de leve em Huaraz no Peru

Difícil escolher entre as trilhas que fiz no Peru, no Parque Nacional Huascarán, qual seria  a minha favorita. Cada trilha tem sua particularidade e vistas diferentes. Mas se me colocassem uma arma na cabeça e me obrigassem a escolher somente uma. Seria a trilha do Glacier Pastoruri.

Primeiro porque esse foi o dia com menor grau de sofrimento. Segundo porque  é praticamente um passeio. Um poético caminho calçado ao redor de uma paisagem de tirar o fôlego. Esse tour pelas montanhas com picos nevados de Huascarán é simplesmente mais da metade da altitude do Everest. Imagina só?! Pra quem não sabe o pico mais alto do mundo tem por volta de 8.840 m de altura.

Dito isso, saibam que meu julgamento pode ter sido comprometido pelo fato de que não passei mal durante o passeio ao Glacier Pastoruri. No dia anterior tínhamos ido a Laguna Parón, que nem é uma trilha propriamente dita porque é perfeitamente possível chegar aos pés dela de carro, e eu passei muito mal.

passeio ao Glacier pastoruri

Acredito que parte da minha empolgação por essa trilha, se deve ao fato de que eu havia tomado um remédio no dia anterior para ajudar nos efeitos da altitude sobre o corpo. E se foi o remédio ou se foi a paisagem que contribuiu para o meu bem estar a mais de 5.000 m de altitude eu não sei dizer. O fato é que mesmo cansada, me senti muito bem durante a caminhada.

Quem é mochileiro de verdade, acostumado a fazer muitos trekkings e trilhas nas montanhas deve até rir da minha cara ao ler sobre meu amor pelo tour ao Glacier Pastoruri, já que o caminho até os glaciares é calçado.  Acontece que no fundo sou apenas uma molenga querendo dar pinta de aventureira.

Um dos vários momentos descanso que pedi!!

Eu gosto das paisagens, da beleza da natureza, da paz de estar em um lugar no meio do nada, mas não sou a maior fã do esforço físico. Mas creio que até as pessoas mais  frescas dão conta de chegar até as geleiras sem ter um piri-paque. Se pra mim foi tranquilo, quer dizer que para a maior parte das pessoas também será!

Não vou mentir e dizer que você não vai perder o fôlego! Nem vou falar que não vai precisar de vários momentos de descanso, que não vai sentir frio e nem calor ao mesmo tempo.  Você meu amigo leitor, vai sentir que acabou de correr uma maratona quando na verdade só deu alguns passos. Provavelmente isso tudo vai acontecer durante todas as trilhas de Huaraz, mas só que no Glacier Pastoruri acontece em níveis aceitáveis.

Essa é a graça de conhecer o Glacier Pastoruri primeiro. Porque é uma caminhada em altitude elevada mas ao mesmo tempo é super tranquila. Tanto que as empresas de turismo de Huaraz o usam para aclimatação do corpo antes de encarar a trilha mais famosa da região de Huascarán que é a trilha da Laguna 69.

Agora vamos então as informações úteis sobre esse lugar mara! Trilha, passeio, trekking, caminhada em altitude, enfim… Chame como achar melhor!

Informações úteis sobre o Glacier Pastoruri

  • Sobre a distância:  A trilha é relativamente curta, com aproximadamente 5km no total. Sendo 2,5 km de ida mais 2,5 km de volta.
  • Sobre a altitude e localização:  Localizado no Peru, ao sul da Cordillera Blanca, na região de Ancash, dentro do Parque Nacional Huascarán. Foi declarado Patrimônio natural da humanidade em 1985 e tem sua origem a 5.201 m descendo até os 5.001 m de altitude. Pra quem também gosta das informações inúteis diz a Wikipédia que o glaciar tem 1,99 km²de superficie aproximada, com um comprimento de 1,3 km e largura de 2,03 km.
  • Sobre a trilha:  Tem umas subidas de leve, mas nada muito assustador. O caminho por onde passamos até chegar as geleiras é super bem sinalizado e demarcado com uma calçada de pedras. Impossível se perder! Impossível não se deslumbrar com a natureza!

Como é o caminho para chegar ao Glacier Pastoruri

MA-RA-VI-LHO-SO!

De todas as trilhas que fizemos esse caminho foi o que envolveu o menor grau de sofrimento até a chegada ao estacionamento. O da Laguna Parón, foi um deus nos acuda, o da 69 demorou uma vida, mas o trajeto de carro saindo de Huaraz, até o Glacier Pastoruri, pra mim foi de buenas.

Arrisco dizer que foi o mais tranquilo de todas as trilhas que fizemos no Peru, na região de Ancash. Para chegar até o início da trilha, até onde se estaciona o carro, passamos por diversas paisagens pitorescas. Diga-se de passagem, lugares fantásticos com surpreendentes casinhas no meio do nada! Fiquei só viajando na maionese sobre como deveria ser a experiência de morar no meio do nada e só uma paisagem bonita dessas de consolo.

Pontos interessantes que visitamos durante o caminho:

  • Plantas Puya Ramondi: Pra mim isso era uma espécie diferente de cactus,  mas me falaram que não. Essa planta esquisita aí existe em algumas regiões do Peru e da Bolívia. Ela tem um ciclo de vida de aproximadamente de 100 anos e vive praticamente a vida inteira sem dar uma florzinha sequer. Só quando ela completa uns 60 anos de vida, aproximadamente, brota uma flor. UMA flor apenas! Muita  miséria pro meu gosto…

  • Laguna Patococha: O lago Patococha está a uma altitude de 4.130 m, com uma profundidade de 10 metros e tem esse nome porque tem muitos patos por lá. Pelo menos, foi isso que a guia me disse quando perguntei o nome. O que eu tenho a dizer sobre ele é: pirei nas cores do lago!

Quanto custa o tour ao Glacier Pastoruri

Se o objetivo principal for economizar dá uma olhada no post da Angie do blog Apure Guria. Ela dá boas dicas pra isso. Nós fechamos um pacote com a empresa Inkaland Treks para todos os lugares e trilhas que fizemos.

Nos custou ao todo 289 dólares por pessoa, sendo que só o passeio ao Glaciar ficaria  77 doláres por pessoa. Se na data marcada mais pessoas forem, o custo diminui. Enfim.. a verdade é que  levamos em conta outras variáveis (que vou explicar mais pra frente) além do preço.

Turismo em Huaraz
Almoço oferecido pela InkalandTreks
Empresa de Turismo em Huaraz
Casal fofo de cuiabá que fez o passeio com a gente junto com a nossa guia que também era a dona da empresa!!

Vá antes que acabe!!

Por último, se você se encantou com as fotos e curte essa vibe natureza: VÁ ANTES QUE ACABE!

Pode parecer apelativo e meio sensacionalista falar assim tão mal eduacada. Mas os dados são assustadores. Durante a trilha nossa guia nos contou que boa parte dessa paisagem marrom, por onde passamos para chegar as geleiras, era toda coberta de neve a alguns anos atrás. Honestamente, fiquei com um aperto no coração ao ouvir o relato dela.

Muito triste perceber que existem lugares tão bonitos que podem não existir da forma que são hoje num futuro não tão distante.

Galeria de fotos do nosso passeio ao Glacier Pastoruri


PLANEJE SUA VIAGEM COM A GENTE AQUI NO BLOG:

Utilizando os links acima o blog ganha uma pequena comissão a cada reserva efetuada. Você não paga nada a mais por isso e ajuda o Viaje na Web a continuar escrevendo dicas e compartilhando experiências.

 


Quer ver mais fotos de lugares incríveis?! Segue a gente no instagram que volta e meia estamos viajando e por lá tem como acompanhar a viagem pelo stories. Respondemos duvidas por lá também sempre que possível!

Você também pode curtir esses outros posts:

The following two tabs change content below.
Mentaliza uma manteiga derretida que tem um pânico irracional por taruiras. Ama viajar, comprar sapatos e escrever. Um belo dia resolveu criar um blog pra compartilhar seu ponto de vista e escrever sobre os lugares mais incríveis que já conheceu.

3 thoughts on “Glacier Pastoruri – Uma caminhada de leve em Huaraz no Peru

    1. Oi Adriana,
      Vou te passar um calculo aproximado porque não estou com todos os valores neste momento, mas a passagem custou por volta de 1.400 reais ida e volta, de hospedagem gastamos em Huaraz pra duas pessoas menos de 500 reais para 4 diarias, menos de 500 em Lima para 3 diarias, mais cento e pouco soles pela passagem de ônibus ida e volta e os quatro dias de passeios em Huaraz, com guia, traslado, lanches e dois almoços nos custou 289 dólares por pessoa. Levei ainda uns 700 reais pra gastar com comida e passeios em Lima, quantia que foi mais que suficiente pra mim considerando que gastei pequenas fortunas em alguns restaurantes. Penso que nosso orçamento foi um meio termo na questão de gastos, tem como ir gastando bem menos e gastando bem mais. Tudo depende do que cada um considera como custo necessário e superfluo. Segue a gente pelo insta ou se inscreve na nesletter que mais pra frente vamos publicar um post detalhando os gastos dessa viagem e a daí vou procurar meus recibos para colocar os valores exatos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *