Turismo em Peçanha – 10 coisas baratas para fazer na cidade

Turismo em Peçanha - Coisas baratas para Fazer em Peçanha

Tivemos apenas um fim de semana para fazer turismo em Peçanha. Foi corrido mas acho que foi suficiente! Além de termos nos divertido bastante foi bem produtivo. Tiramos fotos incríveis e aprendemos algumas curiosidades históricas sobre a cidade.

Também conhecemos pessoas super fofas que nos mostraram as principais atrações e nos ajudaram a aproveitar melhor o Turismo em Peçanha. Pessoas que obviamente sabiam tudo sobre a cidade e forneceram as melhores dicas.

Agora já posso mostrar os principais atrativos turísticos e contar por aqui tudo de bom que encontramos pra fazer por lá. Com essa listinha básica de “10 coisas baratas para fazer em Peçanha” você poderá ser surpreendido. Afinal, é bastante coisa pra uma cidade tão pequena!

Cola o olho na tela porque tem muitas coisas gratuitas. Especialmente pro viajante pé de chinelo, fica a dica!

1) Caminhar pelo Parque Mãe d’água

O parque é rústico, vá com isso em mente! Isso não significa que não vale a pena dar uma passada por lá. Pra mim o ponto alto da visita foi escutar o barulhinho da mata e descobrir que existem árvores parasitas.

Talvez você não saiba disso, mas existem espécies que grudam suas garras em outras árvores. Aos poucos estes seres perversos vão sufocando a planta até chegar na raiz matando a por completo e tomando seu lugar ao sol! Sério isso, fiquei chocada!

No parque ainda tem um campo de futebol que pra ser sincera acho que nem devia estar ali por conta de proteção ambiental. Mas no fim das contas percebi que ele foi incorporado a cultura local e hoje ninguém jamais deixaria mudar de lugar o futebol do fim de semana.

Turismo em Peçanha - Parque Municipal Mãe d'Água

 

2) Sentar na Praça e Conhecer a Igreja de Santo Antônio

Nada mais típico de uma cidade de interior do que uma praça e uma igreja, certo?! Pois bem, ali na Praça da Matriz é possível sentar no banco e ver a vida passar por alguns minutos. Ou melhor, ver a Igreja continuar majestosamente lá em cima . Recomendo ainda que seja um pouco mais ousado e assista a missa de Domingo!

Eu sempre tenho vontade de incluir uma missa no meu roteiro de viagem mesmo que muitas vezes eu não entenda bulhufas do que está sendo dito.  Não acho que precisamos estar numa igreja para estarmos próximos a Deus, mas gosto da sensação de estar dentro delas. É reconfortante estar junto de outras pessoas e parar para refletir alguns minutos sobre o poder divino e sobre o amor. Porque pra mim Deus é amor!

Mas por questões de logística mesmo nunca consegui encaixar. Seria muito bacana, unir a empolgação de conhecer um lugar novo com a profunda gratidão que tenho a Deus por colocar no mundo tantas coisas belas e tantas pessoas incríveis! Talvez na próxima, quem sabe?!

3) Se encantar com as construções antigas e históricas da cidade

Eu posso não ser a pessoa mais alucinada com os fatos históricos, mas apesar disso eu amo construções históricas. Adoro enxergar na arquitetura como a percepção de riqueza vai mudando com o tempo e como cada estilo teve seu lugar guardado no tempo ali em simples paredes, portas e janelas.

Peçanha tem disso, um punhado de casinhas fofas que nos fazem sentir passeando em outro tempo. Que ali os minutos passam mais devagar que no resto do mundo.

Construções Históricas de Peçanha
Casa mais antiga de Peçanha

4) Apreciar a vista nos dois mirantes mais famosos da cidade

Talvez você não saiba mas em Peçanha existem muitos morros! E morros podem ser um pé no saco pra quem está a pé e precisar chegar ao topo deles para alcançar seu destino. Mas tudo na vida tem dois lados, e o lado bom dos morros são as vistas.

Como cidade com morros, Peçanha também oferece alguns belos mirantes. Lugares onde podemos apreciar o horizonte, curtir o pôr do sol ou talvez simplesmente beber uma garrafa de vinho com amigos no fim da tarde pra conversar sobre a vida.

Os mirantes mais famosos da cidade são:

5) Tentar pescar um Peixe no Pesque e Pague

Peçanha tem algumas chácaras onde funcionam pesque e pagues. Nós conhecemos o Pesque e Pague da Vó Nazinha. E apesar de não termos pescado nada nesse dia porque o tempo não colaborou com a gente o que percebemos foi que esse é um ótimo programa pra fazer com a família.

Na chácara tem um bar com sinuca e infraestrutura para limpar e assar o peixe por lá mesmo. Imagina só um dia com a família tentando pescar sua própria comida?! Pode ser divertido para crianças e algo diferente para fazer no domingo.

O Pesque e Pague Vó Nazinha fica a uns 14 Km da prefeitura. Para chegar, considere a como ponto de partida, pegue o cruzamento da MG 314, com a  Av. Cantagalo, a Av. Nossa Sra. de Fátima e a Júlio Roberto e siga por esta última sentido São Pedro do Suaçui. Após percorrer 13 Km, entrar à direita, em frente a uma escola na beirada da estrada. Percorrendo mais 01 Km chega-se ao local.

Não é tão fácil de achar para quem não conhece a cidade porque não existe sinalização.  Mas com um pouquinho de esforço e perguntando no boca a boca dá pra chegar tranquilamente.

Lá funciona regularmente aos finais de semana, tem entrada gratuita e o custo do peixe é  R$14,50 o quilo. Mas isso você só paga se conseguir pescar, capiche!?

Galeria de fotos do Pesque e Pague Vá Nazinha em Peçanha

6) Comprar móveis de tronco de madeira ou simplesmente visitar a chácara Jambeiro

Passamos uns minutinhos por lá brevemente no domingo e conhecemos de perto as habilidades do senhor José Amarildo. A chácara Jambeiro é usada na cidade para aluguel de eventos como casamentos, festas e etc, mas o que eu gostei mesmo de ver foram os móveis rústicos de madeira produzidos pelo dono da chácara. Não sei dizer se estão a venda realmente ou se são apenas para uso próprio. Minhas habilidades jornalísticas, confesso,  por vezes é bastante precária  e acabo esquecendo de colher informações relevantes para o blog.

Para ir antes é preciso agendar com o proprietário, mas adianto que eles são pessoas super simples e muito simpáticas. A chácara fica na MG 340 sentido Cantagalo, a mais ou menos 2 km de Peçanha.

7) Correr da Bruxa de Blair nas plantações de Eucalipto e tirar fotos incríveis

Se o objetivo é fazer turismo em Peçanha, ideias inusitadas podemos ter em qualquer lugar. Mas use essa ideia com moderação! Primeiro porque não quero ver ninguém perdido no meio do nada. Segundo porque sabe se lá o tipo de louco que podemos encontrar sozinha no meio de uma plantação de Eucaliptos.

Mas saca só as fotos lindas que tirei no meio das árvores! Estávamos voltando pra Governador Valadares quando reparei no caminho esse cenário perfeito pra filme de terror. A estrada até GV passando por Coroaci é de chão e logo saindo de Peçanha encontramos muitas plantações de Eucalipto margeando a estrada.

Como adoro inventar uma moda, resolvi parar ali no meio da estrada para posar de blogueira e correr da Bruxa de Blair. Fiquei encantada com a iluminação, o sol por cima fazendo sombra por entre as árvores e todo aquele silêncio a nossa volta. Tudo isso colaborou pra que a Bruna insistisse em tirar as fotos bem rápido e voltássemos correndo pra dentro do carro.

Corre gente! Corre que a Bruxa pode estar solta!! kk

8) Conhecer a Casa de Cultura de Peçanha

De tão legal, mereceu um post só pra ela! Se ainda não leu sobre a Casa de Cultura de Peçanha, dá uma olhada aqui em baixo pra saber como foi nossa visita e porque recomendo que você também a conheça.

Casa de Cultura de Peçanha – Uma visita ao passado

9) Se aventurar no meio do mato em busca de algumas Cachoeiras da região

A região do Vale do Rio Doce é abençoada com boas cachoeiras e para os que curtem trilhas também encontramos algumas em Peçanha. A mais conhecida é a Corredeira do Funil que fica aproximadamente a 24 km do município.

Pra chegar na trilha o ponto de referência é o Bar do Zequinha Pedroso, a partir de lá ainda tem mais 9 km até a cachoeira. Infelizmente não tivemos tempo de conhecer porque nosso tempo foi bem limitado e também porque lá tem uma melhor época pra ir. O inverno obviamente não é a melhor delas.

COMO CHEGAR: partindo do Centro da cidade, seguir em direção ao Bairro Taquaral, saída para Governador Valadares. Partindo do Coreto, subir a rua da direita – Senador Simão da Cunha, passar pela Praça Getúlio Vieira e entrar à direita – Rua Coronel Marcelino.  Entre depois à direita na rua Washington Vieira.  Vire à direita e suba a Rua Prefeito Raul da Cunha Pereira até alcançar a MG 314. Já na MG 314, sentido Governador Valadares, ande 15 Km e depois entre a direita, onde está o Bar do Zequinha Pedroso. De lá percorrer mais 09 Km na estrada Municipal, sentido São Mateus e entrar a esquerda, logo depois da encruzilhada que vai para a comunidade rural de São Mateus e o município de Sardoá.

Apesar de ter deixado o caminho das pedras aqui, penso que pra quem não tem costume o mais sensato seria procurar antes alguém que conhece a região. Por isso vou deixar também o e-mail do responsável pelo turismo em Peçanha, casadacultura.pecanha@gamil.com.

10) Pular Carnaval na cidade

Essa foi unânime! Apesar de nunca ter ido eu já sei que o Carnaval é um evento com fama de ser inesquecível. Sempre que eu comentava com alguém que ia fazer Turismo em Peçanha durante o fim de semana, o papo que rolava depois era sempre o mesmo. “Dizem que o carnaval lá é ótimo hein!” Na nossa página do face mesmo tiveram alguns relatos contando as maravilhas desse carnaval.

Pois então, é isso! Se ainda não sabe onde vai passar o próximo carnaval e está fugindo de lugares clichês, vá pra Peçanha! Pode até ser que eu esteja enganada, mas na boca do povo a fama é que o evento é dos melhores.

Caso se anime vá de coração aberto e sem preconceitos. É uma cidade pequena, tudo muito simples mas ainda assim super vale a pena conhecer! Principalmente se tiver alguém que sabe das coisas pra te mostrar a cidade e os melhores pontos para fazer Turismo em Peçanha.

#trupicando #trupicodolala

A post shared by Fernanda M. Bragatto (@nandabragatto) on

E aí, consegui te animar a fazer Turismo em Peçanha?! Dedique um fim de semana qualquer do seu tempo para conhecer essa pequena cidade do interior de Minas Gerais. Principalmente se você mora em algum município pertencente a região do Vale do Rio Doce, porque aí já está bem mais fácil.

Dá só uma conferida no vídeo que gravamos por lá e tire suas próprias conclusões.


PLANEJE SUA VIAGEM COM A GENTE AQUI NO BLOG:

Utilizando os links acima o blog ganha uma pequena comissão a cada reserva efetuada. Você não paga nada a mais por isso e ajuda o Viaje na Web a continuar escrevendo dicas e compartilhando experiências.


Se você também ama viajar, acompanhe nossas aventuras pelo mundo através insta. Siga @viajenaweb!

Você também pode curtir esses outros posts:

The following two tabs change content below.
Mentaliza uma manteiga derretida que tem um pânico irracional por taruiras. Ama viajar, comprar sapatos e escrever. Um belo dia resolveu criar um blog pra compartilhar seu ponto de vista e escrever sobre os lugares mais incríveis que já conheceu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *