Visita ao Palácio de Versalhes: horário, preço e ingressos.

portoes palácio de Versalhes

Visitar o Palácio de Versalhes é um dos passeios imperdíveis para fazer saindo de Paris. A capital francesa oferece muitas opções ao turista, mas reserve um dia para fazer um bate e volta até Versalhes.

Viajar pela França por si só é como uma viagem no tempo. Castelos, resquícios da época medieval, monumentos, museus. O país transpira séculos de história. E é exatamente essa a sensação que temos ao ficarmos de frente com o Palácio de Versalhes.

Já sabe onde ficar em Paris?! Confira aqui a melhores opções de hospedagem na capital francesa.

Palácio de Versalhes: história, como chegar , o quer ver e como comprar os ingressos

O Palácio de Versalhes foi construído em 1664 a pedido do Rei Luís XIV, mais conhecido como Rei Sol. Em 1862 tornou-se a residência oficial do monarca e também o maior símbolo da monarquia absolutista.

Palco de grandes eventos como a assinatura do Tratado de Versalhes e lar de grandes monarcas, o Palácio de Versalhes encanta pela beleza, grandiosidade e lógico, história. É um passeio imperdível saindo de Paris.

É perfeitamente possível entender a reação dos franceses durante a revolução. Enquanto a população vivia e sofria na miséria, a monarquia e a nobreza estavam lá esbanjando. Usufruíam tranquilamente do luxo e conforto de uns dos palácios mais grandiosos da Europa.

E quando digo grandioso, estou usando um termo modesto porque acho que ainda não é o adjetivo mais adequado para descrevê-lo. Afinal, o que dizer de um palácio que possui 2.153 janelas, 67 escadas, 352 chaminés, 700 quartos, 1.200 lareiras e 700 hectares de parque?! Pois é meu amigo, eu também fiquei de queixo caído.

Palácio de Versalhes.
Chegando no Palácio de Versalhes.
Já contratou o Seguro Viagem?
Além de ser obrigatório na Europa, a imigração de qualquer país pode usar o documento como critério para negar ou autorizar a sua entrada. E caso haja algum imprevisto, acredite, o seguro será o seu melhor amigo. Faça agora mesmo uma cotação na Seguros Promo e escolha entre as melhores seguradoras sempre o melhor custo benefício. Aproveite e ganhe até 10% de desconto utilizando o nosso cupom: VIAJENAWEB5.

Como chegar ao Palácio de Versalhes

Para chegar ao Palácio de Versalhes saindo de Paris, existem basicamente trê opções: trem ou RER, ônibus de turismo ou de carro. Escolha a melhor opção e siga as orientações abaixo.

  • Como ir de trem para o Palácio de Versalhes :saindo da estação ferroviária Paris Montparnasse até a estação Versailles Chantiers; ou saindo da estação Paris Saint Lazare até a estação Versaies Rive Droit.
  • Como ir de metrô para o Palácio de Versalhes: pegar a linha RER C em algumas dessas estações em Paris (Saint Michel – Notre Dame, Musée d’Orsay, Invalides, Pont d’Alma, Champs de Mars Tour Eiffel).
  • Como ir de carro para o Palácio de Versalhes: A estrada para chegar de carro no palácio é muito boa. Pegue a rodovia A3 sentido Rouen.

Nós fizemos uma road trip pela França (leia mais sobre isso aqui) e foi sensacional.  Alugamos o carro pela Rentcars com antecedência e conseguimos um excelente preço e o melhor, o valor é cobrado em reais, sem iof e você ainda pode parcelar. Mas se for ficar apenas em Paris, já não vale a pena alugar um carro ok?!

Como alugar um carro e dirigir na França.

Se for viajar de carro pela França recomendo que já saia do Brasil com internet no celular. Assim você não precisará alugar GPS, apenas o Google Maps já é mais do que suficiente. Sai mais barato e você já chega no destino super conectado. Sempre uso o da EasySim 4u, funciona em mais de 140 países e chega na minha casa pelo correio.

Internet ilimitada no celular durante a viagem
Não dá mais pra viajar para o exterior sem internet no celular. Para fugir das altas tarifas das operadoras a melhor solução é comprar um chip internacional antecipadamente e já chegar no destino com tudo funcionando. A Easysim4u oferece planos sob medida para mais de 200 países com conexão de internet 4G. Entre no site e saiba mais.

Comprando os ingressos para o Palácio de Versalhes

Existem vários tipos de ingressos para visitar o Palácio de Versalhes (preços atualizados em novembro/2018). Para comprar clique aqui.

  • Billet Château, que permite acesso ao castelo e aos jardins (18 euros) ;
  • Billet Domaine de Trianon que permite conhecer o Trianon e suas exposições temporárias, os jardins (com exceção dos Musical Fountain Shows ou o Musical Garden que ocorrem entre abril e outubro) e a Coach Galery (12 euros) ;
  • Le passeport, que permite uma visita completa em Versalhes (entre 20 a 27 euros, dependendo se tiver alguma exposição na época).

Se tiver um dia inteiro para dedicar ao castelo faça a visita completa.

Fique ligado ainda na questão da fila, são duas mas quando chegamos só avistamos uma. Cuidado que essa primeira fila é só para entrar no castelo, portanto só serve para quem já tiver os ingressos em mãos.

Uma dica muito legal é comprar o seu ingresso para o Palácio de Versalhes com antecedência pela internet. Clique nas opções abaixo para saber mais:

Voltando a entrada, para aqueles seres enrolados que não tiverem comprado o ingresso antes, existe uma segunda fila escondida do lado de dentro da central de informações. Lá é possível ir ao banheiro e pegar mapas em português, além de comprar os ingressos na hora.

Para quem vai ficar vários dias em Paris e pretende conhecer também os museus como o  Louvre (leia Desbravando o museu do Louvre em Paris), é mais vantagem adquirir o Museum Pass.  Ele é um ticket que dá direito a entrada a vários museus e atrações turísticas em Paris e também Versalhes.

Jardins de Versalhes
Vista para os Jardins de Versalhes.

O que visitar no Palácio de Versalhes

A visita ao Palácio de Versalhes inclui os grandes apartamentos do rei e da rainha, a famosa Galeria dos Espelhos, a Capela Real, a galeria das Batalhas, os apartamentos das Damas e a galeria de História do Castelo.

O ponto alto da visita sem dúvida é a Galeria dos Espelhos. Trezentos e cinquenta e sete espelhos em uma sala perfeitamente decorada do chão até o teto. Foram tantos os eventos importantes que já aconteceram nessa sala, como por exemplo a assinatura do Tratado de Versalhes, que pôs fim a Primeira Guerra Mundial.

Exagero!! Essa é a palavra para definir o lugar. Não tem nada sutil nem básico em Versalhes. As janelas, corredores, as escadas, os quartos. É tudo tão imenso que toda hora ficava imaginado como seria morar ali. As pessoas ficavam semanas sem visitar as outras alas.

E a quantidade de detalhes? Nas paredes, nos tetos, nas escadas. Tudo é tão trabalhado que dá pra ficar horas ali, só apreciando.

Onde comer no palácio de Versalhes

O ideal é levar alguma coisa para beliscar na mochila. Se tivéssemos o dia inteiro com certeza a Fernanda ia querer fazer um piquenique nos jardins de Versalhes, pena que não deu.

Se a forme bater forte lá dentro saiba onde comer no Palácio de Versalhes. Existe um restaurante e um café, mas o preço é salgado. Caso queira encarar os altos preços e a má vontade dos garçons lá dentro do restaurante, sugiro que peça um quiche. Estávamos em quatro e cada um pediu um prato diferente, o único que veio bem servido e tinha um preço camarada foi o tal do quiche.

A Fernanda pediu um prato com salmão defumado toda empolgada. Mas o que ela recebeu foi só alguns minúsculos pedaços de salmão com purê de batata e algo que parecia um sorvete salgado.

Conhecendo os jardins de Versalhes

Confesso que já tinha lido sobre a grandiosidade dos jardins de Versalhes, mas nada me preparou pra aquilo. Deve ser porque eu ainda associo a palavra jardim àquele punhado de flores em um canteiro na parte da frente de casa.

Considerado uma obra de arte de André Le Nôtre, grande parte dos Jardins de Versalhes foi concebida no século 17. Caracterizado pela simetria, ele é o maior exemplo de jardim à la francesa.

Visitar os jardins de Versalhes em sua totalidade é programa para um dia inteiro. Considere alugar uma bike ou um carrinho de golfe para dar uma voltinha por lá. Depois de umas horas de visita suas pernas vão pedir arrego. Mas não se preocupe, qualquer coisa faça igual a Fernanda, escolha um bom cantinho da grama e tire um bom cochilo.

Caminhando pelo jardim é possível chegar aos demais edifícios que fazem parte do domínio de Versalhes como o Grand Trianon ou o Domínio de Maria Antonieta, locais usados para maior privacidade dos monarcas.

Infelizmente não tivemos tempo de visitar esses locais. Ficou pra próxima visita. Estando em Paris, não deixe de vistar o Palácio de Versalhes. A visita é uma delícia, faz a gente viajar no tempo e é um luxo.

Jardins de Versalhes
Jardins de Versalhes.

Ainda ficou alguma dúvida sobre o Palácio de Versalhes?! Deixe o seu comentário que respondo todos.

Combine a sua viagem com passeios bate e volta saindo de Paris


Outras dicas sobre a França já publicadas no blog:

Você curte nossas dicas? Então já segue o @viajenaweb no Instagram pra acompanhar  todas as viagens em tempo real!

Utilizando os links acima o blog ganha uma pequena comissão a cada reserva efetuada. Não custa nada pra você! Além de adquirir produtos e serviços que serão necessários para sua viagem você contribui para que o Viaje na Web continue publicando dicas e compartilhando experiências. Todos os parceiros do site são minuciosamente escolhidos, só fazemos parcerias e indicamos empresas e produtos que acreditamos.

The following two tabs change content below.
Mentaliza alguém apaixonada por viagens. Desde criança sonhava em ser aventureira e foi com essa vontade de desbravar o mundo que nasceu o Viaje na Web. Escreve para compartilhar experiências e inspirar mais pessoas a se jogar nesse mundão. Acredita que tudo é possível quando acreditamos na força dos nossos sonhos.

One thought on “Visita ao Palácio de Versalhes: horário, preço e ingressos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *