Dicas de viagem para Lima no Peru

Dicas de Lima no Peru: Quando ir, o que fazer e onde ficar

A capital do Peru é um lugar que com certeza vale uma visita, ainda mais agora com a alta do dólar. Por conta disso separamos todas as dicas de Lima com informações básicas sobre a cidade como onde ficar, quando ir, qual moeda levar e o que fazer em Lima.

 

Lima é uma cidade que divide opiniões, alguns amam, outros a acham caótica demais. Eu achei a cidade incrível e diferente de tudo que já tinha visto. Dona de um centro histórico colorido e com um povo alegre e hospitaleiro, Lima me conquistou logo de cara.

 

Posso citar inúmeros motivos para visitar Lima: uma vista linda do Oceano Pacífico, arquitetura colonial, uma gastronomia impecável, um dos por do sol mais lindos que já vi, vários sítios arqueológicos, museus incríveis, jardins floridos e uma herança histórica riquíssima. São tantas coisas para ver e fazer na cidade que difícil mesmo e conseguir fazer tudo em uma única viagem.

 

Muitas pessoas usam Lima apenas como escala para chegar até Cusco e Machu Picchu, mas vou te mostrar com esse post que a cidade merece uns dias da sua viagem.

 

Confira abaixo as nossas dicas de Lima no Peru.

Dicas de Lima - como chegar, onde ficar, quando ir, o que fazer

Toda viagem ao Peru saindo do Brasil começa por Lima. Como mencionei acima, não use a cidade apenas como escala. 

 

Lima tem tudo o que uma capital tem a oferecer, com o bônus de ter uma geografia interessante, uma culinária de primeira e uma riqueza cultural que a gente daqui nem imagina, e para melhorar ainda é super acessível.  

 

Então separe pelo menos dois dias inteiros para se aventurar pela capital do Peru.

Como chegar a Lima no Peru

Existem inúmeras opções de voos para Lima saindo do Brasil, e o melhor de tudo é que são apenas cinco horas de viagem. Eu fui pela LATAM, trocando o trecho por amigáveis 24.000 milhas ida e volta, mas lembro que na época os voos estavam em promoção em torno de R$ 900 as passagens ida e volta saindo de São Paulo.

 

O Aeroporto Internacional Jorge Chávez (LIM) fica em Callao, e é um pouco afastado de Lima. A melhor opção para chegar no hotel de destino é o táxi, barato, em torno de $20 até Miraflores.

 

Pegamos o Táxi Green, que é tabelado e tem um balcão no aeroporto mesmo. Existem também os que ficam na parte de fora que cobram mais barato, mas achamos que o preço estava justo, então nem procuramos outros.

 

E aqui vai uma das dicas de Lima mais importante, aliás duas: a primeira use e abuse de táxi por lá porque é barato e tem pra todos os lados; a segunda é que PECHINCHAR é fundamental. Nunca aceite o primeiro preço que te passarem, seja táxi, artesanato ou passeios turísticos. Eles estão acostumados com isso, falam o preço que querem e ai cabe a você negociar. 

 

Uma outra opção é contratar um transfer para te levar do aeroporto de Lima a Miraflores ou para algum outro bairro.

Onde ficar em Lima: dicas de hotéis e bairros

Lima é uma cidade super preparada para o turismo, tem uma quantidade enorme de hotéis para serem escolhidos. É só escolher a opção que se encaixa no seu bolso.

 

Miraflores é opção certeira para viagens a lazer. É o mais turístico de Lima, muito bonito, limpo e muitas das atrações da cidade ficam por lá mesmo. Sem dúvida é o melhor lugar para se hospedar em Lima.

 

O Miraflores Park, a Belmond Hotel tem uma vista linda da costa Limenha e quartos super espaçosos. O JW Marriott e o Hilton Miraflores também oferecem lindas vistas para o Oceano Pacífico e possuem quartos super confortáveis.

 

Outras excelentes opções de hotéis em Miraflores são: Casa Andina, Tierra Viva, Inkari Hotel e o AC Hotel.

 

O Ibis Larco Miraflores é perfeito para quem busca custo benefício. Ibis é Ibis em qualquer lugar do mundo, então não tem erro. Nada luxuoso, mas com quartos confortáveis e um ótimo chuveiro. Mas o melhor mesmo é a localização do hotel. Ele fica a poucos passos do famoso shopping Larcomar, perto de Cassinos, Parque Kennedy, Parque do Amor e pra finalizar tem um serviço de táxi com preço justo.

 

Um outro bairro que gostamos foi o Barranco, que é a zona mais boêmia da cidade e muito colorido. Gostamos tanto que fizemos um post inteiro para ele: BARRANCO – O BAIRRO MAIS COLORIDO DE LIMA

 

San Isidro é o coração financeiro de Lima e concentra excelentes hotéis, inclusive o hotel mais icônico de Lima, o fabuloso Country Club Lima Hotel. Inaugurado na década de 20, hoje é um dos símbolos da cidade. Ele está para Lima assim como o Copacabana Palace está para o Rio de Janeiro, sabe?!

 

Outros bons hotéis da região são: The Westin Lima Hotel, Swissotel Lima e o Sonesta Hotel El Olivar.

 

Para ajudar você a escolher o melhor lugar para ficar em Lima, fizemos um post específico sobre o assunto, onde detalhamos os melhores bairros e regiões.

 

Clique aqui e confira “Onde ficar em Lima: guia de bairros da capital do Peru”.

Quando ir a Lima e qual moeda levar

Lima pode ser visitada o ano inteiro. Apesar de ser uma cidade litorânea e úmida, quase nunca chove em Lima.

 

Mesmo estando próxima da linha do Equador e sendo uma cidade à beira mar, Lima não sobre com o calor extremo que faz em outras cidades da América do Sul. Vi que a explicação é uma corrente marítima, que além de causar esses efeitos no clima, é responsável pela diversidade de peixes na costa peruana.

 

Lima tem duas estações bem definidas: verão e inverno. De dezembro a março faz sol e no restante do ano é comum encontrar dias mais cinzentos. Todas as vezes que estive em Lima foi em abril e peguei muitos dias lindos. Me considero sortuda .

 

Caso queira conhecer Lima, Cusco e Machu Picchu nas mesma viagem é ideal viajar nos meses de inverno. Os meses mais secos são: maio, junho, julho e agosto. 

 

QUAL MOEDA LEVAR PARA O PERU?

 

A moeda do Peru é o Nuevo Sol, popularmente conhecida como soles.

 

Aqui começam as dúvidas sobre qual moeda levar e onde é melhor fazer o câmbio em Lima. Existiu um tempo onde o real era mais valorizado que o Nuevo Sol. Pois bem, existiu e essa foi uma época muito feliz para o turista brasileiro. Infelizmente hoje a realidade é outra.

 

Quando fui o dólar já estava nas alturas, então eis a minha opinião. Leve dólar apenas para pagar coisas pequenas como táxi no aeroporto e o passeio de Machu Picchu. No mais, leve reais e troque lá mesmo por soles.

 

Por quê? Porque se levar tudo em dólar, chegando em Lima, terá que trocar por soles para gastar com despesas de alimentação e assim você perde nas duas cotações. Dá até para pagar em dólar as despesas com restaurante, compras, etc, mas a cotação nunca será favorável.

 

Meu conselho então é: leve reais e troque só um pouco em Lima. Deixe a maior parte para trocar em Cusco porque lá a cotação é melhor (pelo menos estava quando eu viajei para lá). Antes de viajar vale a pena conferir na internet cotações das casas de câmbio peruanas.

 

Sobre onde cambiar não tem dor de cabeça. Em Lima tem várias casas de câmbio e os cambistas estão em todas as esquinas com o coletinho da prefeitura (é seguro). Já em Cusco, bem…  É capaz de ter mais estabelecimentos pra fazer câmbio em Cusco do que pessoas na rua. Além disso a cotação lá é bem mais amiga que a de Lima.

 

Nas minhas viagens para o Chile e para o Peru eu achei mais vantajoso levar reais e trocar lá. Mas sempre levo uma quantia pequena em dólar para primeiras despesas como táxi ou para pagar algumas atrações que seja mais vantajoso pagar em dólar. Na época da viagem é imprescindível pesquisar as cotações. Mas NUNCA troque no Brasil.

O que fazer em Lima no Peru

Lima possui pontos turísticos incríveis, excelentes museus,  parques floridos e bem cuidados e uma vida noturna intensa. 

 

Um outro grande atrativo é o fato da  cidade ser conhecida como a capital gastronômica da América Latina e cada vez mais gente viaja pra lá para conhecer seus estrelados restaurantes como o famoso menu degustação do aclamado Astrid y Gastón ou o Central, o queridinho do momento. Não se preocupe, é muito, mas MUITO difícil comer mal lá, independentemente se o restaurante é estrelado ou não. Confira aqui cinco restaurantes em Lima que valem a pena conhecer.

 

Em nossas dicas de Lima separamos uma listinha de o que fazer em Lima para te ajudar a montar aquele super roteiro pela cidade.

 

Principais pontos turísticos e programas para fazer em Lima

 

 1) Centro histórico de Lima: Para começar saiba que esse é o maior centro histórico da América do Sul, então reserve com carinho um tempo para passear por ele. Comece pela Praça das Armas, onde todos os dias as 11:45 h acontece a troca da guarda e também onde ficam a Catedral de Lima, a Prefeitura e o Palácio do Governo.

Além de ser o maior é também considerado o mais bonito. Super colorido e muito interessante. Reserve um dia para se perder em suas ruas.

Minha dica: pegue um mapa, escolha as atrações que realmente deseja visitar e se programe. São muitos monumentos e por falta de foco a gente acaba deixando de visitar lugares bacanas. Não deixe de conhecer o Convento de Santo Domingo, foi o lugar que mais gostamos de conhecer.

Para aproveitar melhor o passeio, você pode contratar city tour com guia. Eu sempre recomendo fazer esses passeios com um bom guia, a experiência fica muito mais rica.

 

2) Parque do amor: Perfeito para passear no fim de tarde. As pessoas levam bem a sério o nome porque nunca vi tanto casal namorando em uma praça. Dá pra passar uma tarde agradável ali sentado na grama, apreciando a vista do mar e lendo um bom livro. Se minha memória não falha tinha até wifi na praça. Se o dia estiver claro é ótimo para assistir ao pôr do sol.

 

3) Pôr do sol em Lima: Coloquei como uma atração porque é uma atração. É um espetáculo a parte e as pessoas realmente param para apreciá-lo. Mas como Lima é uma cidade um tanto cinzenta é preciso ter um pouco de sorte para conseguir observar o sol se pôr.

 

4) Shopping Larcomar: É um shopping cravado nos rochedos em Miraflores. A vista é maravilhosa, tem muitas lojas bacanas e restaurantes muito agradáveis. Sem dúvidas o shopping mais bonito que já visitei. Não deixe de sentar em algum restaurante com mesa externa e aprecie a vista do pacífico tomando um bom drink. 

 

5) Huaca Pucllana: Sítio arqueológico localizado em Miraflores. Vale muito uma visita, tanto que escrevemos um post inteirinho sobre lá – Huaca Puccllana- sítio arquelógico em Lima.

 

6) Circuito Mágico das Águas: Para quem está com crianças essa é uma das melhores dicas de Lima. Trata-se de um parque urbano, cheio de fontes de água. Durante o dia a molecada faz a festa, pois em algumas delas é possível interagir e se molhar, então não esqueça de levar roupa apropriada e toalha para os pequenos. À noite, um jogo de luzes multicoloridas fazem das fontes um espetáculo único. É realmente um show e acontece nos horários de 19h15, 20h15 e 21h30. O ingresso custa 4 soles, bem baratinho.  A minha dica é chegue cedo, principalmente aos finais de semana, porque a noite costuma lotar.

Você pode reservar seu ingresso com antecedência com traslado incluído.

 

7) Sítios arqueológicos: além da Huaca Pucllana existem diversos sítios arqueológicos super interessante que podem ser visitados partindo de Lima. O mais famoso é Pachacámac a 40 km da capital.

Outras opções são a cidade sagrada de Caral, e para quem puder esticar mais um pouquinho vale a pena conhecer as famosas Linhas de Nazca.

 

8) Museus: Lima tem excelentes museus, sendo o Museu Larco parada obrigatória. Ele tem um acerco importantíssimo sobre a história do país.

O Museo Oro del Peru contém uma rica coleção de antigas peças incas, armas trazidas durante e muitas peças de ouro e prata das principais culturas andinas. invasão espanhola.

Outros museus para conhecer em Lima: Museu de arqueologia e história do Peru, Museu Pedro de Osama, Museu de Arte de Lima e Museu de arte contemporânea.

 

9) Mercados: Os mercados de Lima são ideais para comprar artesanatos e também conhecer de perto produtos regionais e provar comidas inusitadas. Para artesanatos e produtos típicos peruanos visite o Mercado Inka. Já o Mercado de Surquillo é ideal para quem quer fugir da rota tradicional e sentir como é ser um morador de Lima.

 

10) Comer, comer e comer: A melhor dentre todas as dicas de Lima. Como já mencionei acima a cidade tem inúmeras opções de restaurantes reconhecidos mundialmente. Três deles estão entre os melhores do mundo: Central , Astrid y Gaston e o Maido. Para conseguir saborear as delícias desses restaurantes é necessário fazer reserva com muita antecedência. Quando digo muita, é muita mesmo, coisa de três meses.

 

11) Experimentar uma INKA COLA: É o refrigerante peruano. As pessoas bebem isso mais do que a gente bebe cola-cola. A cor é pra lá de esquisita e o gosto não e grandes coisas, me lembrou muito a pitchula, lembram? Vale a provadinha!!

Passeios e excursões em Lima e arredores

E para terminar com chave de ouro as nossas dicas de Lima, vou dar algumas opções de passeios diferentes do tradicional e também pelos arredores.

 

Para quem gosta de natureza e de interagir com animais, uma boa opção é nadar com leões marinhos nas Ilhas Palomino. para os aventureiros uma boa pedida é um passeio de parapente pelas praias ao sul de Lima.

 

Se você quer mergulhar afundo na culinária peruana pode fazer um aula de culinária com tour pelo mercado. E para os amantes de arte de rua, esse tour instagramável pelo Barranco e Callao é para você.

 

Ilhas Ballestas e deserto de Huacachina: algumas empresas oferecem tours de um dia inteiro passando pelas Ilhas Ballestas, onde você pode observar leões marinhos e pinguins. Junto com as ilhas é possível conhecer o deserto de Huacachina em um passeio de buggy passando por um oásis. Algumas opções de excursões: Tour de um dia para Paracas e Huacachina; Excursão Ilhas Ballestas, oásis de Huacachina e uma vinícola e Excursão particular Ilhas Ballestas e Huacachina.

Conheça Lima no Peru

Essas foram as nossas dicas de Lima

 

Resumindo, a capital Peruana vale muito uma visita, separe pelo menos dois dias da sua viagem para explorá-la. Você vai se surpreender.

 

Ficou com vontade de conhecer Lima?! Espero que essa dicas de onde ficar, como chegar e o que fazer em Lima sejam úteis de alguma forma.

 

Vai esticar a viagem no Peru?!

 

Você já ouviu falar de Huaraz e o Parque nacional de Huascarán? É um destino maravilhoso cheio de paisagens cênicas, inclusive a famosa Laguna 69. O Viaje na Web esteve lá para fazer as trilha e temos todas as informações pra você além das dicas de Lima. É só clicar nesse link para ter acesso a todos os nossos posts sobre esse destino incrível no Peru.

gostou? Compartilhe!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
No Comments

Post A Comment

Bruna e Nanda Bragatto

Somos duas irmãs completamente diferentes que possuímos em comum o desejo de viajar e compartilhamos nosso amor pelo mundo aqui no blog com dicas de viagem e outras coisinhas mais. Saiba mais sobre a gente!