Dicas para conhecer a Mina da Passagem entre Ouro Preto e Mariana

Dicas para conhecer a Mina da Passagem entre Ouro Preto e Mariana

Neste post você encontrará informações sobre a Mina da Passagem, uma antiga escavação de ouro localizada entre Ouro Preto e Mariana.

 

Quando resolvi viajar para Ouro Preto no feriado de finados ano passado, percebi que ainda não tinha visitado nenhuma mina de ouro antiga. Fiquei indignada com essa constatação principalmente porque as minas são uns dos passeios mais famosos da região! Como eu, uma blogueira de viagem, residente em Belo Horizonte, com algumas visitas a Ouro Preto em conta, ainda não conhecia uma mina na cidade?!

 

O Ciclo do Ouro foi de suma importância para o desenvolvimento e história do Brasil, e obviamente a história de Ouro Preto está diretamente ligada à extração e comercialização do ouro. A exploração de mão de obra escrava na mineração, o movimento da Inconfidência Mineira que almejava a libertação da capitania da Coroa Portuguesa, enfim, tudo que aconteceu ali está ligado ao ouro.

 

Por isso, conhecer uma mina de ouro em Ouro Preto é um mergulho em suas entranhas, que cresceu e se desenvolveu a custo de suor, sangue e sofrimento da atividade escravocrata. Os túneis que transpiram água e história dessa cidade encantadora valem a pena não só serem visitados como preservados. Vem com a gente!

 

Procurando onde ficar em Belo Horizonte?

Confira aqui!

Dicas para conhecer a Mina da Passagem entre Ouro Preto e Mariana

Mina da Passagem em Ouro preto: como chegar, ingressos e valores.

A Mina da Passagem é diferente das outras minas localizadas em Ouro Preto. Isso porque, de acordo com o nosso guia, ela é a única industrial e a maior mina do mundo aberta para visitação. É também a mais turística, com um passeio mais elaborado, mais comercial, digamos.

 

A maioria das minas da região está localizada em propriedades particulares, onde a entrada fica no quintal da casa e tem um guia que te acompanha. Ainda não visitei nenhuma com esse perfil, mas acho que pode ser super interessante. Como meu roteiro estava apertado, escolhi a Mina da Passagem, mas está nos planos conhecer as outras minas numa próxima viagem.

 

Onde fica a Mina?

 

A Mina da Passagem está localizada no distrito da Passagem de Mariana, apenas 10 minutos de Ouro Preto e 5 minutos de Mariana. Para ir de transporte público basta pegar o ônibus que vai de Ouro Preto a Mariana e pedir ao motorista que pare na Mina da Passagem. Quem estiver de carro basta colocar o endereço no GPS :R. Eugenio E. Rapallo, 192, Mariana. 

 

Horário de funcionamento da mina de passagem:

 

  • Segunda à sexta, das 09:00 às 16:00 h.
  • Sábado, domingo e feriados, das 09:00 às 17:00 h.
  • Duração do passeio: cerca de 45 minutos.

 

Quanto custa a entrada e onde comprar?

 

Quando fui (nov/2020), a entrada custava R$ 120,00 por adulto e R$ 43,00 para as crianças. No entanto, esses valores variam de acordo com a época (vide foto da bilheteria abaixo). Os preços podem ser pesquisados no site oficial da mina, mas pra ter certeza do valor cobrado na época da sua visita, entre em contato por e-mail ou telefone.

 

O pagamento é feito somente no dinheiro, eles não aceitam cartões de crédito nem débito. O ingresso é adquirido diretamente na portaria. Caso você viaje em grupo, e queria marcar um horário ou tenha qualquer outra solicitação entre em contato através do formulário de contato disponível no site ou pelo telefone (31) 3557-5000.

Um pouco da história da Mina da Passagem

As primeiras jazidas da mina foram descobertas em 1729, mas começaram a ser exploradas mais de 100 anos depois. Durante o Ciclo do Ouro em Minas Gerais acredita-se que tenha se extraído cerca de 35 toneladas de ouro da mina.

 

A exploração do ouro ali teve uma reviravolta com o controle dos ingleses, que trouxeram maquinários para aumentar a produção e bombas para controlar o nível da água. Em 1954 as atividades da mina foram paralisadas e na década de 70 foi inaugurada a visitação turística, que funciona até hoje. É um passeio que gostei bastante e recomendo para todos que visitarem Ouro Preto ou Mariana.

Visita à Mina da Passagem saindo de Ouro Preto: como foi nossa experiência

Saímos do nosso hotel em Ouro Preto pela manhã e como estávamos de carro colocamos o endereço no GPS e seguimos até à mina.

 

A mina tem estacionamento gratuito para visitantes e é bem sinalizado. Seguimos as plaquinhas até a recepção onde pegamos os nossos ingressos. De lá a gente caminha um pouquinho até o ponto de partida para a visitação. No caminho vimos um pequeno museu e uma lojinha que vende artesanatos e pedras preciosas.

 

Depois de uma caminhada rápida chegamos ao local aonde pegaríamos o carrinho que nos levaria para dentro da mina. A engenhoca que leva e traz o carrinho túnel abaixo é uma atração à parte. O operador comanda a máquina de tamanho considerável com calma e total controle. Na fila de espera, você pode ver melhor como funciona a mecânica e avaliar onde seria seu lugar no carrinho.

 

Logo na descida a galera já se empolgou, lembra um pouco aqueles carrinhos dos brinquedos da Disney, sabe?! Obviamente, com um estilo mais rústico. Descemos então 120 metros chão adentro e começamos de fato o nosso roteiro pela mina da passagem.

 

Os passeios são guiados e o nosso guia era outra atração à parte. Além de nos mostrar os túneis e contar mais sobre o local, nos presenteou com várias histórias, algumas lendas e também boas piadinhas. Nota mil!

 

Durante o passeio visitamos algumas galerias, que são enormes ( são aproximadamente 30km de túneis), aprendemos um pouco sobre como era feita a extração do ouro e ainda nos deparamos com um lago de águas cristalinas. O lago foi formado pelos aquíferos que inundaram quilômetros de túneis, quando estes deixaram de ser bombeados. E hoje é um dos maiores pontos de encontro de mergulhadores de cavernas no Brasil.

 

Para mergulhar por lá, é necessário agendamento prévio com a Divegold, que é a empresa responsável por operar os mergulhos. A empresa oferece também o curso de mergulho para quem tiver interesse.

 

Nosso guia disse que a visibilidade pode chegar a 50 m de profundidade e que os mergulhadores já viram diversos materiais antigos nas galerias submersas, como caixas de dinamite, carrinhos, picaretas e etc. Deve ser muito legal.

 

Eu achei o passeio interessantíssimo. Andar por aqueles túneis e pensar em toda a história daquele lugar, em quantas pessoas trabalharam ali, o sacrifício dos escravos que viviam para escavar por dentro das montanhas em busca de riquezas… É realmente de arrepiar.

 

Outras antigas minas de ouro em Ouro Preto para conhecer:

 

  • Mina do Chico Rei
  • Mina du Veloso
  • Mina do Jeje
  • Mina de Santa Rita
  • Mina Felipe dos Santos

 

E aí, você já conheceu alguma mina em Ouro Preto?! Conta pra gente nos comentários como foi sua experiência e aproveita para seguir a gente lá no Instagram @viajenaweb.

 

gostou? Compartilhe!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
No Comments

Post A Comment

Bruna e Nanda Bragatto

Somos duas irmãs completamente diferentes que possuímos em comum o desejo de viajar e compartilhamos nosso amor pelo mundo aqui no blog com dicas de viagem e outras coisinhas mais. Saiba mais sobre a gente!