Guia de Viagem de Huaraz no peru

Huaraz no peru: dicas, quando ir, o que fazer e mais

Nesse post você vai encontrar todas as dicas de Huaraz no Peru: os melhores hotéis, quais são os atrativos, os passeios, a melhor época para viajar e muito mais.

 

Eu sempre gostei de procurar destinos meio que fora da rota tradicional da maioria dos turistas. Primeiro porque geralmente esses lugares são menos muvucados e segundo que, aquariana que sou, eu gosto do diferente. O Peru sempre foi um destino número um na minha lista de prioridades: Machu Picchu e Cusco obviamente eram um sonho. Mas lá em meados de 2016 eu descobri pelo Instagram (Sigam o @viajenaweb) um lago de um tom de azul impressionante no meio das montanhas. E eu não tive sossego até descobrir tudo sobre o lugar e claro, ver de perto.

 

A lagoa em questão era a Laguna 69 e, pesquisando sobre ela encontrei a cidade de Huaraz no Peru. Sempre que posto no Instagram alguma foto dessa viagem, chovem de perguntas do tipo “que lugar é esse” , “onde fica” ou “é perto de Machu Picchu”. Por essa razão, resolvi escrever esse guia bem completo sobre a cidade de Huaraz, com todas as informações que você precisa para chegar até lá.

Guia de Viagem de Huaraz no peru

Sobre Huaraz no peru: onde fica e como chegar

Huaraz fica no norte do Peru, a aproximadamente 400 km da capital, Lima. Não é perto de Cusco, nem de Machu Picchu, e para incluir os dois destinos na mesma viagem você vai precisar de pelo menos uns 10 dias.

 

Mas voltando ao ponto, Huaraz é a capital da região de Ancash e ficou conhecida por ser a base dos turistas que buscam as trilhas do Parque Nacional de Huascarán (falaremos mais dele abaixo). Por possuir maior estrutura de rede hoteleira e ser o local de maior concentração de agências de turismo, ela se tornou o ponto de partida para os trekkings da região. Mas na verdade, a cidade mais próxima do parque é Yungay. Porém ela foi bem castigada por uma avalanche tempos atrás, o que causou sérios danos para o turismo.

 

Situada a 3.091 m de altitude a cidade é rodeada pelos magníficos picos nevados das cordilheiras Branca e Negra. Huaraz no Peru é uma cidade agradável e bastante simpática, com uma enorme variedade de pousadas e hostels, vida noturna animada e uma boa culinária. 

 

Na avenida Luzuriaga, a principal rua da cidade, você encontrará muitos bares, cafés e lojinhas de aluguel de equipamento para as caminhadas. Para quem gosta, assim como eu, de comprar produtos locais, os moradores vendem por lá sua produção de queijo, mel, doces caseiros e bastante artesanato.

Dicas Huaraz no Peru

Como mencionei acima, Huaraz fica a 400 km de distância de Lima e a melhor forma de chegar até lá é de ônibus. As empresas peruanas que fazem o trajeto oferecem veículos excelentes com um bom serviço. Comparando com as que já usei no Brasil, diria que nós estamos MUITO atrás. 

 

Até existe a opção de pegar um avião. Mas os preços são salgados, praticamente não tem como levar bagagem e o aeroporto também não é tão perto. Então desisti! De qualquer maneira, a viagem de ônibus é bem tranquila. Dura em torno de 8h, e a dica é sair de Lima a noite para chegar em Huaraz pela manhã. Na volta, vá no período do dia, compre a primeira poltrona do andar de cima e aprecie a vista.

 

As empresas que fazem o trajeto são: Cruz del Sur , Movil Tours e CIVA. Todas são excelentes, com poltronas mega confortáveis e serviço de bordo. Existem categorias de assento diferentes, mas no geral, até a mais simples é mil anos luz melhor que um da Gontijo por exemplo. Nós fomos na categoria Cruzero Suite.

Se você está com receio das estradas, pode ficar tranquilo. Todo o trajeto de Lima até Huaraz é feito em ótimas estradas. Pode ir tranquilo. Quando fui, a ida eu viajei pela Cruz del Sur e a volta pela Oltursa (me disseram que essa não faz mais esse trajeto). As duas eram bem parecidas no serviço, mas preferi a Cruz del Sur. Viajamos na categoria Cruzero Suite, custou em torno de 70/80 soles, e eu dormi a viagem inteirinha. A poltrona vira praticamente uma cama.

 

Para mais informações temos um post completinho de como chegar em Huaraz saindo de Lima.

Como chegar em Huaraz de aviao saindo de lima

Quando ir e quantos dias ficar em Huaraz?

A melhor época para viajar para Huaraz e conhecer a cordilheira Branca e o Parque nacional de Huascarán é entre abril e setembro. Durante esse período o tempo é mais estável e também é a chamada época seca. Evite o período de novembro a março pois a concentração de chuvas é maior, o que traz mais riscos para os passeios nas montanhas.

 

Com seus pouco mais de 3000 m de altitude, Huaraz tem um clima ameno o ano inteiro. Para mim, que sou mineira, isso significa que é frio o ano todo. Esteja preparado para temperaturas na média dos 10 graus.

 

Quantos dias ficar em Huaraz?

 

Fique pelo menos quatro dias inteiros, assim você consegue fazer os principais passeios da região. Mas se você é um apaixonado pela natureza e curte muito fazer trilha, dá para ficar facilmente uma semana por lá. Opções não irão faltar, continua lendo que você vai descobrir.

Entrada Parque Nacional Huascarán- huaraz
Não dá mais pra viajar para o exterior sem internet no celular. Para fugir das altas tarifas das operadoras a melhor solução é comprar um chip internacional antecipadamente e já chegar no destino com tudo funcionando sem precisar correr atras de um chip local. A Easysim4u e a Viaje Conectado oferecem planos sob medida para mais de 200 países com conexão de internet 4G. Clique nos links para saber mais.

A cordilheira Branca e o Parque Nacional de Huascarán

Os grandes atrativos de Huaraz no Peru são os passeios/trilhas feitas na Cordilheira Branca, mais precisamente no Parque Nacional de Huáscaran.

 

A cordilheira Branca, ou Cordillera Blanca, leva esse nome devido aos seus picos de neve permanente. Com seus 180km de extensão no coração dos Andes tropicais, é a maior cadeia de montanhas acima de 6 mil metros fora do Himalaia. Nela estão os dois maiores e mais bonitos picos do Peru, o Huascarán (6.768 m) e o Alpamayo (5.947m). 

 

A cordilheira corre paralelamente à cordilheira Negra, formando um vale fértil cheio de vilarejos que preservam os antigos hábitos andinos. A região proporciona vistas emocionantes, picos altíssimos, profundos desfiladeiros, vida selvagem abundante e lagos com os mais variados tons de azul.

 

O Parque Nacional de Huascarán faz parte da cordilheira branca, e nele estão as mais espetaculares trilhas do continente. Os principais destaques são as deslumbrantes Laguna Parón, Laguna 69 e Llanganuco. A lama glacial depositada no fundo dos lagos cria um tom de azul mais belo que o outro.

 

A região também abriga um flora e fauna rara e típica. Como exemplos temos os condoeres-dos-andes e as fofas vicunhas e a Puya raimondii, uma espécie de bromélia que leva um século para atingir a idade adulta e florescer uma única vez.

 

Bom, depois dessa introdução do destino, vamos então descobrir o que fazer em Huaraz.

O que fazer em huaraz no peru

De Huaraz  no Peru que saem os passeios e as famosas trilhas para o Parque Nacional de Huascarán. São diversas as opções do que fazer em Huaraz, e a cada ano novos roteiros são lançados. Vamos citar os principais passeios de um dia que fizemos (alguns já tem links dos posts específicos) e também alguns outros que ainda não fiz, mas estão na lista para a próxima viagem.

  • Laguna Páron: o nosso primeiro passeio. Ideal para aclimatação.
  • Glacier Pastoruri: uma caminhada mais tranquila e com paisagens super diferentes. No caminho paramos para conhecer a Puya Raimondi, a maior bromélia do mundo e uma das mais antigas do planeta. É encontrada apenas em algumas áreas andinas e o mais interessante é que ela floresce apenas uma vez ao longo da vida, por volta dos 100 anos. Produz algo em torno de 20 mil flores e após o período da floração definha até morrer. Eu fiquei encantada com essa planta, que pode chegar até 12 m de altura.
  • Laguna Churup (ainda to devendo esse post): mas já adianto que não recomendo fazer essa trilha um dia antes da laguna 69 pois é bem pesadinha.
  • Laguna 69: a mais conhecida por nós brasileiros. Geralmente é a ultima trilha da viagem, pois envolve bastante caminhada e é ideal que o corpo já esteja aclimatado.
  • Trilha de Santa Cruz: a trilha mais concorrida da Cordilheira Branca. Trata-se de um trekking a 4.200 m de altitude e com 3 dias de caminhada que passa por paisagens fantásticas.
  • Lagunas Llanganuco: dois lagos alimentados por glaciares a 3.900 m de altitude.
  • Trilha Olleros a Chavín: um trekking de três dias, conhecida como a Trilha da Lhama, é o antigo caminho que os incas faziam para chegar a Chavín. Chavín é uma cidade da região de Ancash, a meio caminho entre o litoral e a selva, e esta a 3150m acima do mar. Patrimônio Mundial da Unesco, foi um importante centro cerimonial do povo Chavín, que data de cerca de 1300 a.C.

Huaraz oferece uma grande variedade de lugares para se hospedar, desde hostels mais simples até pousadas de charme e luxo. O ideal é escolher uma acomodação que proporcione um bom ambiente para descanso, ou seja, camas confortáveis e um bom chuveiro. Acredite, você irá precisar.

 

Nós ficamos no El Jacal Classic, e ele era exatamente assim. Simples, mas confortavél e aconchegante. Nessa mesma pegada estão o Selina Huaraz e o Arawi Hotel.

 

Quem dispõe de mais budget, recomendo o Cuesta Serena Boutique Hotel. Além de ser lindíssimo, está em uma região com vistas privilegiadas e oferece muitas facilidades para os hóspedes.

 

Para te ajudar a escolher a melhor opção, temos um post só com dicas onde ficar em  em Huaraz.

Onde ficar em Huaraz Peru

Visite Huaraz no peru

Bom, espero que eu tenha te ajudado a entender um pouco mais sobre a cidade de Huaraz e a logística para planejar a sua viagem. E mais do que isso, espero que eu tenha conseguido te inspirar pelo menos um poquinho a conhecer esse cantinho tão especial do Peru.

Ainda ficou alguma dúvida? Manda nos comentários que eu te ajudo 🙂

Que tal fazer uma viagem incrível para Huaraz?

Se você ficou com muita vontade de conhecer esse destino mas não tem ainda uma companhia para viajar ou não sabe como organizar uma viagem sozinho, seu problema está resolvido. Saiba mais clicando aqui !

Bruna Bragatto

Bruna Bragatto

Descobri nesses 31 anos de vida que viajar é a expressão máxima de ser livre. Conhecer outros povos, culturas, histórias e gastronomia é uma das coisas que mais me dá a sensação de estar viva. Um belo dia quis compartilhar isso com vocês. Sou aquariana, mineira, autêntica e apaixonada pelo meu cão. Quero mostrar para vocês o poder transformador de uma viagem. Vem comigo?!
gostou? Compartilhe!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
No Comments

Post A Comment

Bruna e Nanda Bragatto

Somos duas irmãs completamente diferentes que possuímos em comum o desejo de viajar e compartilhamos nosso amor pelo mundo aqui no blog com dicas de viagem e outras coisinhas mais. Saiba mais sobre a gente!