Trilha da Laguna 69 no Peru

Laguna 69 no Peru: Tudo o que você precisa saber antes de ir

Nesse post você vai encontrar todas as informações sobre a trilha da Laguna 69 no Peru: onde fica, quando ir, dicas importantes e muito mais.

 

O Peru é um dos meus países preferidos. Cheio de histórias interessantes, cultura rica, uma culinária de dar água na boca e paisagens surreais. Foi amor à primeira vista. A primeira vez que estive por lá fiz aquele basicão que todo brasileiro faz no país: Lima, Cusco e Machu Picchu. Até então eu nem sabia da existência da Laguna 69 em Huaraz e sua temida e famosa trilha.

 

Ao retornar dessa viagem, descobri por acaso na internet esse paraíso de águas azuis chamado Laguna 69.  E pesquisando mais a fundo fiquei conhecendo o Parque Nacional de Huascarán. No começo me assustei um pouco com a trilha, depois de vários relatos que li em outros blogs de viagem. Como não sou lá uma grande atleta fiquei bem receosa de não conseguir chegar até o final. Mas quando descobri que os preços em Huaraz eram super em conta meu ânimo voltou rapidinho.

 

No fim, graças a Deus deu tudo certo. Apesar dos desafios, consegui concluir a trilha sem muitos problemas e agora quero compartilhar nesse espaço todas as dicas para quem pretende fazer a trilha da Laguna 69 em Huaraz.  Vem cá, vamos conversar! Cola em mim que vou passar as dicas importantes para que você também consiga ver ao vivo e em cores essa lagoa azul no Peru.

Laguna 69 no Peru: onde fica, como chegar, como é o caminho e mais dicas para fazer a trilha

Trilha da Laguna 69 no Peru

Onde fica a Laguna 69

Localizada na região de Yungay, no norte do Peru, a  Laguna 69 é considerada por muitos uma das mais belas lagunas do Parque Nacional de Huascarán.  Um dos pontos mais altos da Cordilheira Branca, uma subcordilheira dos Andes, no Peru. Imaginem só um lago com um incrível tom de azul, a 4600 metros de altitude, formada pelo derretimento dos picos nevados da cordilheira. 

 

Pois é, essa paisagem maravilhosa habita os sonhos de muitos viajantes e mochileiros mundo afora. Mas nós brasileiros só descobrimos esse lugar há bem pouco tempo, e por isso quero compartilhar aqui todas as dicas e informações importantes que você precisa saber antes de viajar para conhecer a laguna 69 no Peru.

 

A primeira coisa que você precisa saber é que a laguna 69 não fica perto de Cusco, portanto não é possível fazer um bate e volta entre as duas cidades para conhecer Machu Picchu. São regiões turísticas diferentes. A distância entre os dois lugares é de mais de 1.500km.  Por isso para conhecer Machu Picchu e a Laguna 69 na mesma viagem você vai precisar de mais dias e, ou voltar para Lima e de lá pegar um voo para Cusco (indicado) ou fazer o trajeto de ônibus (loucura na minha opinião).

Onde fica a laguna 69 em Huaraz
Não dá mais pra viajar para o exterior sem internet no celular. Para fugir das altas tarifas das operadoras a melhor solução é comprar um chip internacional antecipadamente e já chegar no destino com tudo funcionando sem precisar correr atras de um chip local. A Easysim4u e a Viaje Conectado oferecem planos sob medida para mais de 200 países com conexão de internet 4G. Clique nos links para saber mais.

Como chegar a Laguna 69

Ao contrário da Laguna Parón, onde é possível chegar de carro, para chegar na Laguna 69 é preciso disposição para uma longa caminhada em meio a altitude elevada da região, além de encarar algumas horas dentro de um carro para chegar ao ponto de partida da trilha. Ou seja, chegar até esse surpreendente lago azul demanda tempo e bastante esforço físico (essa parte eu vou detalhar mais embaixo).

 

A maioria dos passeios pelo Parque Nacional de Huascarán saem da cidade de HuarazMesmo que seja um passeio de um dia inteiro ou as trilhas que podem levar dias, provavelmente sua viagem vai começar por essa cidade. Ou seja, para chegar até a Laguna 69, você precisa estar primeiro em Huaraz e de lá pegar um transfer que te deixe até o ponto inicial da trilha. 

 

Para pesquisar por hotéis em Huaraz clique aqui diretamente ou leia esse post com as dicas de hospedagem que a Fernanda selecionou no próprio booking: Onde ficar em Huaraz – Melhores opções de hospedagem em Huascarán.

Se você estiver na capital peruana, já escrevi outro post inteirinho explicando como chegar em Huaraz saindo de Lima.

 

Como chegar a laguna 69

Não existe transporte público para chegar ao ponto inicial da trilha. Estando em Huaraz, você precisa contratar um passeio ou um transfer particular para te levar e buscar no ponto de partida. Eu não teria coragem de alugar um carro para chegar até o ponto inicial da trilha, e fazer tudo sozinha então não recomendo que faça isso. O melhor jeito de chegar até a laguna 69  é escolher uma das várias agências na cidade que oferecem o serviço de transfer com guia e contratar um deles.

 

Você pode deixar para fazer isso ao chegar lá, imagino que a recepção do hotel pode te auxiliar nisso. Porém eu não funciono dessa forma. Para mim é muito mais seguro pesquisar, estudar todas as opções existente e viajar já com tudo resolvido. De Huaraz até a entrada do parque leva cerca de duas horas de viagem. Uma parte da estrada é asfaltada, outra parte é de chão mesmo e com muitas e muitas curvas. Da entrada do parque até a base da trilha para a lagoa, mais uma hora mais ou menos, e ainda tem que contabilizar  o tempo de ida e volta até a lagoa andando a pé. São aproximadamente 14km ida e volta, porém o tempo gasto varia de pessoa para pessoa já que cada um tem um ritmo diferente.

 

O ingresso para entrada no parque custa 10 soles. Contratando um passeio com serviço de guia e transporte geralmente essa taxa já vem inclusa no valor.

Dicas para trilha da laguna 69 no Peru

Qual é o grau de dificuldade do trekking da Laguna 69? É muito difícil fazer a trilha?

Não vou mentir para você, a trilha para a Laguna 69 não é moleza. Mas também não é impossível: a Fernanda que é uma das pessoas mais moles do planeta conseguiu.

 

Não sou mochileira, nem tenho experiência em trilha, posso fazer a trilha da Laguna 69? Foi a primeira pergunta que fiz quando decidi encarar essa aventura. Me encaixo certinho nesse perfil porque tenho certos níveis de frescura e não sou preparada fisicamente para nada muito radical.

 

Mas a resposta felizmente é sim. Os relatos que li no fim das contas foram bem piores do que a realidade que vivi. De modo geral, a trilha para a Laguna 69 é bem mais tranquila do que achei que fosse. Mas quando digo “tranquila” não estou dizendo que é fácil. Quero apenas deixar claro que é possível e não é a coisa mais difícil vida. Tenha em mente que a altitude judia muito e vão ser necessárias milhões de paradas para recuperar o fôlego. 

 

Apesar dos vários relatos assustadores que li pela internet, até portadores de hérnias como eu conseguem fazer a trilha. Não é uma caminhada livre de desafios, mas também não é um Everest. Recomendo porém, uma consulta com seu médico para verificar se existe alguma condição especial que possa ser agravada com a altitude e altas doses de caminhada. Porque mesmo que não precise ser um atleta profissional ou o doido da academia para fazer a trilha, é importante estar em boas condições de saúde para evitar imprevistos ou um pire-paque no meio do nada, onde só a natureza te cerca.

Dicas para conhecer a Laguna 69 - Huaraz - Peru

Como é a trilha para chegar na Laguna 69

Conselho importante dado, vamos ao que importa: afinal, como é a trilha para a Laguna 69?

 

São 14 km ida e volta, incluindo algumas subidas com pequenas doses de falta de ar. O caminho para chegar até ela é lindo e vale todo o esforço. Uma parte é bem plano, com pastos, muitas vaquinhas e vários riachos. Bem o estilo do filme ” O Senhor dos anéis”. Depois de um certo tempo caminhando começam as subidas e a paisagem vai mudando aos poucos: montanhas com picos nevados, cachoeiras para todos os lados, um cenário bem cênico mesmo.

 

Durante toda a caminhada a gente escuta o barulhinho de água corrente. Pensa num barulho de paz, se é que isso existe. A trilha começa em 3.900m de altitude e a Laguna 69 tem 4.600m, então em um certo ponto do caminho as subidas ficam bem cansativas, mas como falei elas não são a maior parte da jornada.

Como são as subidas para chegar na Laguna 69

Pintando um quadro geral, as subidas que fazem parte da trilha para chegar a laguna 69 não são todas um bicho de sete cabeças. A pior delas é a penúltima subida, quando você pensa que já subiu tudo que podia e chega no topo achando que vai dar de cara com o azul da lagoa. 

 

Lá em cima a gente sente uma decepção enorme ao descobrir que não chegamos na lagoa e ainda tem mais subida pela frente. Esse trecho final foi o mais sacrificante, mas o cansaço logo é esquecido quando de longe a gente avista um pontinho azul entre os picos nevados da Cordilheira Branca.

Fotos da trilha para chegar na Laguna 69

Como foi a nossa experiência na Laguna 69

Saímos de Huaraz umas 05:30h da manhã, viajamos 3h de carro até chegar no início da trilha. Se prepare para algumas sacudidas dentro do carro, mas nada parecido com o trajeto até a Laguna Paron. Não lembro ao certo quanto tempo gastamos para chegar, mas lembro que ficamos dentro da média que a galera normalmente gasta, ao todo talvez umas cinco ou seis horas para ir e voltar.

 

O último km era pura subida, e é só dele que me lembro ao recordar da trilha. Acho que é por conta desse trecho que todo mundo reclama tanto e existem tantos relatos assustadores pela internet. Comigo não foi diferente, parei por diversas vezes para tomar ar e minha guia foi essencial nesse momento. Sempre acompanhando o nosso ritmo (lento) e nos incentivando o tempo todo a continuar mas sem nos apressar.

 

Fizemos tudo no nosso tempo, e por isso acho fundamental contratar uma empresa boa com um serviço personalizado. Imagina você ir com um grupo grande e não ter o privilégio de andar despreocupado no seu próprio ritmo? Ou se aventurar sozinha e surgir algum imprevisto? No dia do passeio subimos apenas eu, Fernanda e a guia.

vale a pena fazer a trilha na Laguna 69?

Vale sim, e para mim valeu muito! Durante o caminho ficava me perguntando por que diabos eu estava fazendo aquilo comigo. No dia anterior tínhamos feito a trilha da Churup e o corpo estava todo doendo quando acordamos. Mas ao ver a Laguna 69 pela primeira vez todo aquele pensamento foi embora, dando lugar a um mix de sensações: superação, emoção e gratidão. 

 

Gratidão a Deus, por toda aquela maravilha diante dos meus olhos. Emoção, porque gente, é lindo demais! E o melhor de todos, o sentimento de superação. Aquela coisa de “eu consegui” é realmente empoderadora e naquele momento eu me senti capaz de fazer tudo que eu quisesse. Pensei poxa vida, subi mais da metade de um Everest!

 

Fiquei ali apreciando a vista enquanto comia o lanche que a empresa nos forneceu, tirei milhões de fotos, coloquei o pé naquela água congelante. Para mim a parte mais difícil foi preparar a mente para voltar pelo mesmo caminho depois de toda aquela emoção. Dizem que para baixo todo santo ajuda, mas olha, meus joelhos não concordam com esse ditado. E para piorar fomos agraciados com uma chuva chata durante quase todo o caminho de volta.

Dicas úteis para fazer a trilha da Laguna 69

A melhor época para conhecer a laguna 69, por questões óbvias é no período da seca. Ou seja, se programe para ir quando existir menos probabilidade de chuvas. Os meses entre abril e outubro são os mais indicados para conhecer a laguna 69 e fazer as outras trilhas dentro do parque Nacional Huascarán. Isso porque são os meses menos chuvosos. 

 

Mesmo que a trilha possa ser feita durante todo o ano, não aconselho ir no verão, quando se inicia a temporada de chuvas. Acho arriscado fazer trilha no auge do período chuvoso, principalmente se considerarmos que quando chove muito podem acontecer enxurradas, desabamentos e outras coisas do tipo que aumentam o risco de acidentes mas por serem decorrentes das condições climáticas são imprevisíveis.

Se você é um aventureiro experiente, que está acostumado a viajar pelo mundo fazendo trilhas em condições diversas, talvez essa dica não se aplique a você. Já vi relatos em blogs voltados para esse público dizendo que a trilha é muito tranquila para ir sozinho. Vi também uma galera grande dentro de um ônibus no caminho, imagino que deve ter custado bem barato se enfiar nesse grupo.

 

Mas se você não faz o tipo mochileiro desapegado, não vale a pena procurar o serviço mais barato. Fiquei muito feliz de ter investido uma grana e ter contratado uma empresa boa. Para mim, valeu muito a pena. Pode sair um pouco mais caro contratar o passeio incluindo guia especializado (o nosso custou $85 na época por pessoa), mas para a gente era necessário e foi essencial. Nós contratamos todos os passeios com a Inkland Treks e tudo correu super bem. Nos buscaram na rodoviária no dia da chegada e os passeios foram feitos em carro privado. Todos os dias eles providenciavam um box de café e também o almoço. Não tivemos que nos preocupar com nada. Super recomendado!

Casaco impermeável e corta vento, roupas respiráveis mais um sapato próprio e também impermeável. O clima nas montanhas é imprevisível e não dá para ficar de corpo e pés molhados né?! Eu comprei tudo pela Decathlon com ótimo custo benefício.

É importante passar por uma aclimatação primeiro. O mal de altitude ou soroche pode estragar o seu passeio.  Para aclimatação, recomendo os passeias a Laguna Paron ou ao Glacier Pastoruri. Tem gente que vai embora no mesmo dia, mas eu acho loucura. O ideal é pegar mais uma diária em Huaraz, descansar e voltar durante o dia seguinte.

O ônibus é bom e a estrada até Lima passa por umas paisagens cênicas. Assim se você conseguir comprar as primeiras poltronas da parte de cima do ônibus vai assistir tudo de camarote.

Espero que as informações sobre a Laguna 69 e as dicas para conseguir fazer a trilha tenham sido úteis. Peço que voltem aqui depois para me contar se também conseguiram fazer a trilha e qual foi o sentimento no final. Então é isso galera, durante o percurso se pensar em desistir tenha em mente que a Laguna 69 vale todo o seu esforço. A natureza sabe esconder bem os seus tesouros.

 

Ficou interessado em conhecer esse destino? O Viaje na Web te leva! Confira na página da expedição todas as informações como data, grupos abertos, valores, roteiro e muito mais. Nossos grupos são pequenos, com o máximo de 8 pessoas.

Que tal fazer uma viagem incrível para Huaraz?

Se você ficou com muita vontade de conhecer esse destino mas não tem ainda uma companhia para viajar ou não sabe como organizar uma viagem sozinho, seu problema está resolvido. Saiba mais clicando aqui !

Bruna Bragatto

Bruna Bragatto

Descobri nesses 31 anos de vida que viajar é a expressão máxima de ser livre. Conhecer outros povos, culturas, histórias e gastronomia é uma das coisas que mais me dá a sensação de estar viva. Um belo dia quis compartilhar isso com vocês. Sou aquariana, mineira, autêntica e apaixonada pelo meu cão. Quero mostrar para vocês o poder transformador de uma viagem. Vem comigo?!
gostou? Compartilhe!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
2 Comments
  • Juliana
    Posted at 18:48h, 25 julho Responder

    Ola, tudo bem??

    Estou pensando em dormir uns 2 dias em Yungay e nao perder tempo na viagem.
    Voce acha que vale a pena? Imagino que a cidade seja mto menor, mas 3h pra ir 3h pra voltar a Huaraz achei mta coisa :/

    • Bruna Bragatto
      Posted at 00:56h, 04 agosto Responder

      Oi Juliana tudo bem? Dependendo dos seus planos vale a pena sim. Eu sempre me hospedo em Huaraz por um conjunto de fatores: estrutura (lá tem mais hotéis, restaurantes, etc); a empresa que faz os passeios para os meu grupos de Expedição fica em Huaraz; e também porque em nosso roteiro a gente faz passeios nas regiões para o lado de yungay e também para o lado contrário. Mas pode valer a pena sim, inclusive tem um hotel bem legal que já fica bem próxima do início da trilha da Laguna 69. Depois me conta o que achou?! Abraços!

Post A Comment

Bruna e Nanda Bragatto

Somos duas irmãs completamente diferentes que possuímos em comum o desejo de viajar e compartilhamos nosso amor pelo mundo aqui no blog com dicas de viagem e outras coisinhas mais. Saiba mais sobre a gente!