Museu Paço do Frevo em Recife antigo – Um passeio cultural e colorido

museu paço do frevo em recife antigo

Para início de conversa preciso contar que não sou fã de frevo e nunca dancei frevo na vida. Começando assim, e se como eu, você não está nem um pouco familiarizado com esse mundo, pode pensar que visitar o museu paço do frevo em Recife antigo não seja a melhor ideia. Mas, se pensar assim adianto que estará pensando errado.

Errado porque a experiencia dentro deste museu, vai muito além da música e da história do frevo. E o objetivo desse post é isso, dividir aqui como foi nossa visita ao museu passo do frevo. Deixar todas as dicas e informações básica sobre este museu em Recife para que você também possa fazer o mesmo.

Dicas para visitar o museu Paço do Frevo no Recife Antigo

Depois de um período fechado ao público por conta da pandemia, o museu voltou a funcionar em partir de 10 de Setembro para visitação com todos os cuidados sanitários. Segundo o site oficial estão a disposição do público totens de álcool em gel, o uso de máscaras é obrigatório e a medição de temperatura é feita na entrada. Mas antes de planejar sua visita sugiro consultar o Site oficial. Assim você fica sabendo como anda o funcionamento do museu Paço do Frevo e também descobre se tem alguma programação diferente na agenda que possa enriquecer sua experiencia.

Onde fica o museu passo do Frevo em Recife

O endereço do Museu Paço do Frevo fica na Praça do Arsenal da Marinha, sem número. Ele fica localizado no centro de Recife dentro de um lindo casarão histórico que por si só já vale a visita. O prédio é um dos mais bonitos da praça, e fica bem no coração de Recife Antigo, um bairro que é a cara da arte e cultura pernambucanas.

Preços, ingressos e horários de funcionamento

Abaixo estão todas a informações importantes para conhecer o museu, desde quanto custa a visita no Paço do Frevo até os horários de funcionamento. Pra quem tem disponibilidade á dica é ir na terça-feira. Isso porque todas as terças e também no último domingo do mês, a entrada é gratuita. Tudo bem que a entrada é baratinha, mas se for grátis fica melhor né?!

Nossa visita foi organizada pela Secretaria de Turismo de Recife, então não tivemos que nos preocupar com a compra dos ingressos. Mas lembro que a entrada estava bem tranquila, não tinha fila e pudemos apreciar o espaço do museu tranquilamente.

Hoje os ingressos podem ser comprados online mediante agendamento de horários. Também é possível agendar uma visita guiada previamente pelo email de contato ou telefone.  

Horário de funcionamentoIngressos – preços atualizados até 11/2020.
Terça a sexta, das 9h às 17h.
Sábados e domingos, das 14h às 18h.
Fechado às segundas.
Valores: R$ 10 (inteira); R$ 5 (meia-entrada).
Site para compra do ingresso online
Email de contato
agendamento@frevo.org.br 
Telefone de contato
+55 81 3355-9527 / 3355-9500

Sobre a história do Frevo

O frevo é um ritmo musical e uma dança brasileira com origem no estado de Pernambuco. Eu sei, você sabe e todo mundo também sabe o que é um passo de frevo, visualmente falando. Basicamente, uns batuques dançantes de um povo nordestino colorido e alegre com guarda-chuvas na mão pulando pra cima e pra baixo.

A palavra frevo vem de ferver, que na pronúncia popular virou “frever”. Ou seja, algo que ferve, que esquenta, que borbulha. Tudo haver com agitação e rebuliço que são adjetivos que descrevem perfeitamente o Frevo. Esse nome foi usado pela primeira vez em 1908, num jornal e grudou igual chiclete.

Os passos de frevo tem influencia da capoeira e misturam ainda passos de ballet, algo que faz muito sentido quando a gente para pra ver a dança e escutar os batuques. Mas eu mesmo, jamais teria feito essa associação por conta própria se não fosse minha visita ao museu.

A sombrinha colorida que hoje é o símbolo do frevo, antigamente era um guarda-chuva de verdade grande e feio usado pelos capoeiristas pela necessidade de ter na mão uma arma para ataque e defesa. Isso porque a prática de capoeira estava proibida na época. Com o tempo, esses guarda-chuvas, que no início eram pretos, velhos e rasgados foram incorporados a dança. Evoluíram para essas sombrinhas fofas que conhecemos e hoje são pequenas com cerca de 50 ou 60 centímetros de diâmetro.

Basicamente esse é o resumo para leigos da história do frevo que vale a pena mencionar antes de visitar o museu em Recife. Obviamente existem outros pontos relevantes e curiosidades sobre o frevo, porém seria mais interessante descobrir isso visitando o museu. Não faz sentido nenhum eu ficar aqui explicando se existe um museu maravilhoso que conta essa história com muito mais detalhe e conhecimento de causa.

O que ver no dentro do Paço do Frevo

Reserve pelo menos uma hora pra explorar o museu Paço do Frevo. É um museu pequeno mas muito colorido e cheio de cantinhos fofos. Mesmo que não curta o assunto, vale a pena explorar com um olhar mais atendo para descobrir todos esses cantinhos que formam ângulos perfeitos pra foto.

Dentro do museu passo do frevo em Recife Antigo encontrei uma série de espaços coloridos e fotogênicos que , além de contar a história desse ritmo, contam a história de uma parte da cultura local. Nossa visita foi enriquecida pelo coordenador Carlos que nos guiou pelos espaços do museu. Honestamente nunca tinha conhecido alguém que trabalhasse tão feliz e demonstrasse tanta empolgação com o frevo. Fazia um calor insuportável em Recife, mas o Carlos não emitiu nenhum tipo de reclamação e até nos fez enxergar o frevo e o calor com bons olhos.

No primeiro andar do museu

Entramos no museu através de um corredor cheio de fotos e recortes montados em pequenas revistas que contam a história do frevo em meio aos acontecimentos históricos que marcaram o Brasil. Na primeira sala que visitamos essas revistas compõe a decoração do ambiente e ficam expostas numa parede de lousa interativa que nos permite registrar a história da nossa visita ao museu, além das revistas um lustre de fitas brancas maravilhoso ilumina um livro gigante da história do frevo.

No primeiro andar, funciona ainda uma escola de dança, uma mini biblioteca, o centro de pesquisa e tem ainda um espaço aberto na entrada que recebe esporadicamente eventos culturais. Quando fomos, por exemplo estava acontecendo uma apresentação de uma banda de Frevo. Não foi o ponto alto do dia, porque entendo bulhufas de frevo, mas enriqueceu bastante a visita.

No segundo andar do museu

No segundo andar, ficam as exposições temporárias. A que visitamos, não lembro o nome, exibia fantasias e diversos instrumentos históricos ligados ao frevo. Lembro de termos visto um video de alguma personalidade Brasileira falando sobre o frevo e logo depois acessamos pequenas salas coloridas que exibiam algumas fantasias e instrumentos musicais de frevo.

No terceiro andar do museu

A cereja do bolo fica no terceiro piso. Pra chegar lá passamos por uma rampa com um glossário carnavalesco. Essa parede interativa nos convida a testar nosso conhecimento sobre o vocabulário popular de Recife. No fim da rampa somos presenteados com o ambiente mais colorido e iluminado do museu. As janelas verdes com vista pra cidade, o teto vermelho com luzes coloridas, as fotos espalhadas nas paredes e o chão de vidro que guarda diversos estandartes dos blocos de carnaval decoram esse espaço amplo e alegre onde concluímos a visita.

Fiquei simplesmente hipnotizada pelos detalhes do terceiro piso, sem dúvida a parte mais bonita e fotogênica do museu. Fotografando cada cantinho, o tempo passou lá dentro e nem percebi!

Galeria de fotos do Museu Paço do Frevo

Vale a pena visitar o museu passo do Frevo?

Sou do seguinte pensamento: toda experiência vale a pena de alguma forma independente se é algo que a gente goste de fazer ou não. Sei que nem todo mundo curte conhecer museus. Mas se até nas piores situações é possível aprender algo de bom, porque visitar um museu todo colorido e alto astral em Recife não valeria a pena?

Não posso falar por todo mundo, mas posso falar por mim e pela Bruna, que visitou o museu junto comigo. Vale a pena demais! Nem precisa gostar de frevo para gostar do passeio. No meu caso por exemplo, não gosto, não conheço e tirando aquilo que vemos na televisão nunca tinha tido contato com esse pedaço da cultura pernambucana.

Por mais que a primeira vista conhecer mais sobre um ritmo e uma dança que não faz parte do nosso cotidiano pareça sem graça, abra sua mente! Justamente por isso, você pode sair de lá surpreendido e talvez até arriscando uns passinhos de frevo. Concordam ou não comigo?! Se te convenci, volte depois pra contar nos comentários como foi sua visita ao museu paço do frevo em recife antigo. Aproveita e também deixe aqui no blog sua dica sobre o museu.


Outros museus que vocÊ precisa conhecer


Encontre um hotel em qualquer lugar do mundo com cancelamento gratuito pelo Booking

Alugue seu carro pagando em reais, sem IOF e parcele em até 12x no cartão ou ganhe 5% OFF no boleto bancário

Usando o cupom VIAJENAWEB5 você ganha 5%OFF no seu seguro. Não viaje sem!

Evite filas e pague com antecedência seus passeios e ingressos em diversos destinos pelo mundo

Pesquise suas passagens aéreas e as melhores promoções através da Passagens Promo, um buscador de passagens online

Não fique sem internet no celular durante suas viagens. Já testamos e aprovamos essas duas opções

Contrate este serviço e deixe que nós organizamos seu roteiro com dicas e programação exclusiva para sua viagem

Para enriquecer sua experiencia contrate um guia local ou profissional que mora no destino para te mostrar os lugares mais incríveis e dar as melhores dicas.

Utilizando os links acima o blog ganha uma pequena comissão a cada reserva efetuada. Não custa nada pra você!  Além de adquirir produtos e serviços que serão necessários para sua viagem, você contribui para que o Viaje na Web continue publicando dicas e compartilhando experiências.

Todos os parceiros do site são minuciosamente escolhidos, só fazemos parcerias e indicamos empresas e produtos que acreditamos e que nós mesmas usamos em nossas viagens.

The following two tabs change content below.
Mentaliza uma manteiga derretida que tem um pânico irracional por taruiras. Ama viajar, comprar sapatos e escrever. Um belo dia resolveu criar um blog pra compartilhar seu ponto de vista e escrever sobre os lugares mais incríveis que já conheceu.

Deixe uma resposta